O tempo que vai passando, leva-nos para outra idade.

Sexta-feira, 29 de Fevereiro de 2008

Passamos pela idade dos porquês mas não deixamos de ter dúvidas. Esta idade de outra idade em que os ses se ignoram pela tranquilidade da consciência de que existe uma outra inocência que fomos roubando ao tempo. A sabedoria recatada desenha melancolia no olhar que se consola nas insignificâncias da vida porque os anos passados são passado, o presente torna-se mais permanente e o futuro é já depois. Os degraus sobem-se lentamente na razão de vivências que foram diferentes sem a inteireza de que se morre definitivamente.

O sangue ferve para dentro, as lágrimas são mais silenciosas e as mãos aquecem-se uma na outra.

Sem porquês mas com muitas incertezas, por outros que não por nós, que nos estreitam o peito fazendo parte de sonhos que não nos deixam dormir.

Talvez tenha de ser assim para continuarmos a acreditar que o futuro ainda vem longe e é nele que está a cadeira do nosso repouso.

publicado por outraidade às 18:36
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


Últ. comentários
A Nicotina Magazine e a Nicotina Editores estão a ...
Apenas é um espaço onde se pode encontrar almas gé...
Como leitor assíduo do teu Blog e vice-versa e de...
Obrigada. Para sim também.
Sim, concordo consigo, dá que pensar.
Talvez procuremos apenas atenção, a que não temos ...
Temos que ir mudando para não deixarmos que o mofo...
Gosto do novo look. Poético, suave e primaveril, c...
Muito sentido, ainda hoje que já passaram alguns ...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro