O tempo que vai passando, leva-nos para outra idade.

Quarta-feira, 27 de Setembro de 2006

A educação está na ordem do dia ou em dias sem ordem? Não sei, mesmo depois do debate que foi apresentado na RTP, chega-nos alguma angústia porque nos parece que existem outros objectivos ou outras verdades que não se clarificam por interesses ou desinteresses. A educação (subentenda-se a escola) não pode ser este “baralha, parte e dá” que tem andado em muitos sectores da vida pública ou então corremos sérios riscos de estarmos exactamente a debater os mesmos assuntos quando eu estiver a contar algumas histórias aos meus netos ( apesar de já hoje ter idade para os ter).

E surpreendentemente, quase como uma coincidência, se é que elas de facto existem, lia há pouco tempo num livro intitulado “Inteligência Emocional” o seguinte e passo a citar: “…algumas escolas pioneiras estão a ensinar às crianças as capacidades emocionais de que irão precisar para manterem as suas vidas em ordem.” Um pouco adiante e a propósito de informações que evidenciam uma tendência da actual geração de crianças para serem emocionalmente mais perturbadas, mais deprimidas, mais solitárias, mais impulsivas e agressivas que as da geração anterior, diz o autor: “ Uma solução possível é uma nova visão daquilo que as escolas podem fazer para educar o estudante no seu todo, juntando a mente e o coração na sala de aula (…) e assim o ensino incluirá como questão de rotina inculcar nas crianças competências humanas essenciais, como a auto consciência, o auto domínio, a empatia, as artes de escutar, resolver conflitos e cooperar”.

 

Que diríamos nós educadores, professores e responsáveis governamentais sobre esta visão da educação?

 

publicado por outraidade às 21:21
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2006
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
28
30


Últ. comentários
A Nicotina Magazine e a Nicotina Editores estão a ...
Apenas é um espaço onde se pode encontrar almas gé...
Como leitor assíduo do teu Blog e vice-versa e de...
Obrigada. Para sim também.
Sim, concordo consigo, dá que pensar.
Talvez procuremos apenas atenção, a que não temos ...
Temos que ir mudando para não deixarmos que o mofo...
Gosto do novo look. Poético, suave e primaveril, c...
Muito sentido, ainda hoje que já passaram alguns ...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro